Novo dirigível é aposta da Lockheed Martin para transporte em regiões remotas

Por carambola.com.vc - 26/06/2015

A Lockheed Martin, companhia norte-americana de aviação e equipamentos militares, anunciou que o dirigível LMH-1 está, após 20 anos de desenvolvimento, pronto para ser comercializado. A aeronave pode aterrissar em diferentes solos, incluindo superfícies de gelo e neve, sem a necessidade de uma pista preparada.

O dirigível inova com quatros colchões de ar que permitem um pouso suave. Chamado de Air Cushion Landing System, o conjunto dessas câmaras pode ser esvaziada após o LMH-1 estiver estacionado, eliminando a necessidade de amarras e deixando a aeronave firme para embarque ou desembarque de cargas.

A aeronave poder ser usada para acessar regiões de desastres ambientais, nas quais pistas de pouso ou estradas estão destruídas, comunidades isoladas que necessitam de medicamentos ou alimentos, além de servir como veículo de resgate.

O LMH-1 consegue transportar 19 passageiros, incluindo a tripulação, e mais 21 toneladas de carga — o equivalente a três elefantes africanos adultos. A velocidade máxima alcançada é de 111 km/h.

Chamada de híbrida, a tecnologia do LMH-1 é, na verdade, uma combinação de um veículo mais leve que o ar (seu balão, por assim dizer, cheio de hélio) com um mais pesado que o ar (o conjunto de motores). Outra novidade do modelo é o formato de três lóbulos, responsável por 20% da sustentação da aeronave.

Durante a Paris Air Show, terminada na última terça-feira, a Lockheed Martin comunicou que a francesa Hybrid Enterprises irá representá-la comercialmente para o LMH-1. Com nenhum pedido de compra ainda feito, a aeronave só será entregue em 2018 — atualmente, há dois modelos de demonstração plenamente funcionais.

Entenda mais sobre o funcionamento do dirigível no vídeo (em inglês) abaixo:


Via INFO