Ministério do Trabalho quer usar drones para combater trabalho escravo no Rio de Janeiro

Por carambola.com.vc - 23/07/2015

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) anunciou que a partir de agosto auditores-fiscais do trabalho do Rio de Janeiro vão usar drones em operações de fiscalização, sobretudo no combate ao trabalho escravo em áreas rurais. Ao todo, seis drones foram doados pelo Ministério Público do Trabalho à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio de Janeiro (SRTE/RJ).

“O drone não substitui a presença do fiscal, mas será útil no campo, caso encontremos uma fazenda com porteira fechada, por exemplo. Também será importante para localização de barcos de pesca e na checagem do estágio de grandes obras”, afirmou Bruno Barcia Lopes, coordenador da Fiscalização Rural da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio de Janeiro (SRTE/RJ), em um comunicado.

Nesta semana, sete auditores-fiscais foram treinados para operar os equipamentos. O MTE também afirmou que pretende doar ao menos um dos drones à Polícia Rodoviária Federal, instituição que atua em parceria no combate ao trabalho escravo e urbano.

O modelo escolhido foi um DJI Inspire 1, que já vem com câmera com resolução de 4K acoplada. A ideia é fazer voos de 20 minutos com alcance máximo de dois quilômetros. “No primeiro momento, os equipamentos serão utilizados em fase de testes, pois a utilização desse equipamento ainda não é regulada no país”, diz a nota.

Assista ao drone sendo utilizado pela equipe em treinamento:

Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego