Duas cientistas brasileiras recebem o prêmio da UNESCO

Por carambola.com.vc - 16/03/2015

Prêmio L’Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência

O Governo brasileiro recebeu, com satisfação, a informação de que a cientista brasileira Thaisa Storchi Bergmann será agraciada, como representante da América Latina, com o 17º Prêmio L’Oréal-Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) para Mulheres na Ciência, por suas relevantes contribuições à pesquisa nas áreas de astronomia e astrofísica, especialmente com relação aos temas de buracos negros maciços, matéria escura e cosmologia.

Professora do Departamento de Astronomia e chefe do grupo de pesquisa em astrofísica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a Doutora Thaisa Bergmann é membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e da Academia de Ciências para o Mundo em Desenvolvimento (TWAS).

Na mesma ocasião, a cientista Carolina Horta Andrade, professora da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Goiás (UFG), será uma das três agraciadas na América Latina com o Prêmio do Programa “Talentos Internacionais em Ascensão”, por suas pesquisas na área de química medicinal, especialmente para o tratamento da leishmaniose, doença que afeta cerca de 12 milhões de pessoas no mundo, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O Prêmio L’Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência tem por objetivo reconhecer o talento de mulheres cientistas que, por meio de suas pesquisas, contribuam para a superação dos novos desafios enfrentados pelas sociedades em todo o mundo, tais como o envelhecimento populacional e o uso sustentável dos recursos da biodiversidade. A Doutora Thaisa Bergmann é a sexta brasileira a ser agraciada com o referido Prêmio desde sua criação, em 1998.

O Programa “Talentos Internacionais em Ascensão” foi criado este ano com o objetivo de apoiar as carreiras de mulheres cientistas jovens e promissoras.

(Fonte: Itamaraty)